top of page

Manual de contratação de Seguro Saúde para sua Empresa

Atualizado: 7 de ago. de 2023


Manual de contratação de Seguro Saúde para sua Empresa

Tudo que você precisa saber antes de contratar um plano de saúde.


Sabemos como é difícil fazer a sua empresa tracionar e aumentar sua receita. Um dos principais desafios é manter um time motivado e resiliente para os inúmeros desafios e contratempos que surgem no dia a dia do negócio.


Quando falamos de atrair e reter profissionais capacitados, o pacote de benefícios é extremamente importante. E dentro dessa gama chamada benefícios, o mais importante e crucial é um plano de saúde.


O sistema de saúde público não oferece uma boa experiência ao brasileiro que muitas vezes se vê esperando meses para recorrer a um exame ou consulta.


Dessa forma, preparamos um material super educativo para que você consiga entender tudo relacionado a seguro saúde. Esperamos que você aproveite ele e qualquer dúvida é só nos procurar.


O seu super trunfo para atrair e reter talentos


Como falamos anteriormente, o SUS não é uma alternativa razoável para as pessoas que necessitam de um atendimento médico (exame, consulta e cirurgias). Isso é de conhecimento de muitos brasileiros e por isso o plano de saúde acaba sendo o benefício mais importante para o colaborador que está buscando em qual empresa trabalhar.


80% dos RH’s

Entendem que um bom plano de saúde pode ser decisivo para atrair e reter talentos dentro de uma empresa.


61% dos colaboradores

Mudariam de emprego para ter acesso a um plano de saúde.



Operadoras e seguradoras


Quando falamos em seguro saúde, temos as operadoras e seguradoras que são responsáveis por oferecer um contrato de seguro em troca do pagamento de uma fatura mensal. Atualmente, temos mais de 10 empresas que atuam com seguro saúde. De forma geral, no contrato de seguro saúde temos esses dois benefícios:


Rede credenciada


Uma rede de hospitais, laboratórios e médicos para que os colaboradores possam utilizar enquanto o contrato estiver vigente.


Reembolso

O colaborador que quer utilizar um prestador que não faça parte da rede credenciada da seguradora, pode contar com os reembolsos para reaver parte do dinheiro gasto.


Cada seguradora e operadora possui uma série de planos que visam atender diversos públicos-alvo. Dessa forma, uma mesma seguradora pode atender tanto o estagiário que acabou de entrar na empresa como o Fundador ou CEO da Startup.


A mesma companhia seguradora pode oferecer planos para CEO’s e estagiários.


Muitas empresas acham que é necessário contratar mais de uma seguradora para atender públicos diferentes dentro da mesma empresa. Isso pode acontecer, mas na grande maioria dos casos não é necessário.


Precificação

Os preços do seguro saúde são sempre feitos por pessoa. Dessa forma, a fatura mensal paga pela seguradora é multiplicação da quantidade de colaboradores pelo custo de cada colaborador. Ainda, podemos dizer que temos duas formas de precificação: Custo médio x faixa etária.


  • Faixa Etária: o custo varia dependendo da idade do colaborador para um mesmo plano.


  • Custo Médio: para um mesmo plano, todos os colaboradores custam o mesmo valor na fatura.


Operacionalmente falando, o preço por Custo Médio é mais fácil. No entanto, se o colaborador arca com uma parte do valor ou sua totalidade, podemos dizer que os mais jovens podem ser desfavorecidos nessa modalidade de precificação. Outra observação é que empresas com pouco colaboradores geralmente não podem aderir ao contrato por Custo Médio.


Coparticipação


A coparticipação é o valor cobrado do colaborador quando ele utiliza o plano de saúde. É muito similar ao conceito de franquia do seguro de automóvel. Essa cláusula é utilizada nos contratos quando deseja-se diminuir a sinistralidade do contrato. A Coparticipação varia de acordo com o procedimento e pode ser um % ou um valor fixo.


Sinistralidade, o que é isso?


É o resultado do contrato. Ou seja, a divisão do sinistro (utilização) pela soma das faturas mensais, para um mesmo período. Quanto maior a sinistralidade, pior o resultado do contrato e maior poderá ser o reajuste das faturas para os próximos 12 meses.


Contribuição


Muitas pessoas confundem Contribuição com Coparticipação. A Contribuição é a forma como será custeado o contrato de seguro saúde.


Algumas empresas optam por pagar 100% do custo individual do plano.


Algumas empresas pagam uma parte do valor sendo que a outra parte é custeada pelo colaborador.


Quando o colaborador arca com uma parte do valor, é possível que nem todos os colaboradores entrem no contrato. Isso pode elevar um pouco a precificação individual do plano/seguro. O racional por trás dessa análise é que irá apenas entrar aquelas pessoas que possuem mais tendência em utilizar o seguro.


Dependentes


Os dependentes são as pessoas que irão entrar no seguro saúde associadas a um titular (colaborador da empresa).


Na maioria dos casos, são aceitos apenas filhos e cônjuges como dependentes.


Dificilmente as empresas decidem por arcar com o custo do dependente. O mais comum de se ver é o titular tendo que arcar com o custo de seus dependentes. Outra observação é que os dependentes devem ter o mesmo plano do titular.


Acomodação do plano, super importante


Os planos de saúde podem oferecer acomodação Enfermaria/Coletivo ou Quarto/Apartamento.


  • Enfermaria: em uma internação, o colaborador ficará em uma enfermaria junto com outros pacientes. Nesses casos, existe a possibilidade de não poder dormir um acompanhante.


  • Apartamento: O colaborador fica em um quarto privado com direito a um acompanhante pela noite.

Planos de entrada, na sua maioria, não possuem opção Apartamento assim como os planos mais sofisticados não possuem a opção Enfermaria.


Abrangência


Os planos podem oferecer abrangência Nacional e Regional. É importante dizer que muitos deles não oferecem abrangência Nacional para atendimento Eletivos, mas atendem em casos de urgência e emergência.


Regional x Nacional


É possível encontrar seguradoras e operadoras que não possuem abrangência nacional. Nesse caso, algumas vezes é possível contratar o serviço de uma rede administrada que irá dar maior abrangência para aquele contrato.


Muitas startups contratam colaboradores para atuar de forma remota. Por isso, ter um plano de abrangência nacional é super importante.


A tal da carência


Nenhum colaborador ou startup deseja ter carência no seu contrato de seguro saúde. Isso porque a carência limita a utilização do uso do plano de saúde durante tempo (esse tempo chamamos de carência). No Brasil, existe uma regulação da ANS (Agência Nacional de Saúde) que estipula que:


  • Empresas com menos de 30 vidas: estão sujeitas a aplicação de carência com base no critério de avaliação de risco da seguradora. Caso a seguradora deseja aplicar a carência, existe um teto máximo de carências a ser seguida por procedimento e a seguradora pode diminuir esse teto a depender de seu critério.


  • Empresas com mais de 30 vidas: não podem ser aplicadas carências. Nesse caso, a seguradora pode recusar o risco e não apresentar uma proposta, no entanto, caso ela deseja ter a startup como cliente não pode haver carências.


Reajuste


O reajuste é anual, a cada 12 meses, e ele impacta diretamente o valor da fatura pago pela empresa. O calculo do reajuste se dá por dois fatores.


(i) VCMH - Variação dos custos médicos hospitalares (inflação médica/do setor de saúde) e; (ii) Sinistralidade do contrato ou do Pool no qual a empresa está inserido.


Pool, o que é isso?


As empresas com poucos colaboradores formam um Pool. Ao invés da seguradora analisar a sinistralidade individual da empresa, ela olha a sinistralidade do Pool ou Carteira. Isso é positivo uma vez que o risco é diluído em mais de uma empresa.


Geralmente, empresas acima de 100 vidas são analisadas de forma individual apesar de termos seguradoras com Pool para empresas até 500 vidas.


Contrato via Pessoa Jurídica


Já temos algumas seguradoras que consideram o vínculo de pessoa jurídica como sendo aceitável. Dessa forma, isso já não é mais um problema para as startups que seguem esse regime de vínculo.


Algumas seguradoras exigem que x% dos colaboradores sejam CLT, outras não fazem essa exigência.


Como eu começo?


Esperamos que tenha gostado do nosso material.


A primeira coisa que você precisa para estruturar um seguro saúde para a sua startup ou empresa é de uma corretora especialista.


A corretora é responsável por dar consultoria na contratação e fazer a gestão do contrato junto a empresa!


A Genoa Seguros atua com seguro saúde desde 1992 e atua com todas as seguradoras e operadoras do mercado. Teremos o maior prazer em te ajudar!

Comments


bottom of page